Pages

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Orquestra

Fazes minhas pernas de instrumento,
toca-as sem pudor.
Extrai sonoridade de meu corpo,
liberta meu pensar.

Fazes meus ossos de partitura,
segue-os com perfeição.
Experimenta a frequência de minha mente,
liberta meu desejar.